Deimos


Deimos (pânico) é uma lua de Marte, recebeu o nome de um ajudante do deus romano da guerra, Marte. Deimos é um corpo escuro que parece ser composto de matéria de superfície do tipo C. É semelhante aos asteroides do tipo C (condritos carbonáceos escuros) que existem no cinturão de asteroides. Alguns cientistas especulam que Deimos e Fobos (a outra lua marciana), são asteroides capturados; no entanto, outros cientistas apresentam argumentos contrários a esta teoria. Tanto Deimos como Fobos estão saturados de crateras. Deimos tem um aspecto mais suave causado pelo preenchimento parcial de algumas das suas crateras.

Estatísticas de Deimos
 Descoberto por Asaph Hall
 Data da descoberta 1877
 Massa (kg) 1.8e+15
 Massa (Terra = 1) 3.0120e-10
 Raio (km) 7.5×6.1×5.5
 Raio (Terra = 1) 1.1759e-03
 Densidade média (gm/cm^3) 1.7
 Distância média de Marte (km) 23,460
 Período rotacional (dias) 1.26244
 Período orbital (dias) 1.26244
 Velocidade média orbital (km/seg) 1.36
 Excentricidade orbital 0.00
 Inclinação orbital (graus) 0.9-2.7
 Velocidade de escape (km/seg) 0.0057
 Albedo visual geométrico 0.07
 Magnitude (Vo) 12.40
Animações de Deimos
Vistas de Deimos

Mosaico de Deimos

Medindo 16 por 12 km (10 por 7.5 mi) Deimos circunda Marte a cada 30 horas. Crateras de várias idades ponteiam a sua superfície, que é um pouco mais suave do que a superfície de Fobos. (Cortesia NASA)

deimos2
(Cortesia NASA)

Seis Vistas de Deimos

Esta imagem mostra seis diferentes orientações de Deimos. As imagens foram obtidas por um tratamento segundo o modelo de Peter C. Thomas a partir de uma combinação do mapa da USGS e de um fotomosaico de Deimos.

deimos6

Deimos

Esta imagem foi obtida pela sonda Viking em 1977. (Cortesia NSSDC/NASA)

(Cortesia NSSDC/NASA)
(Cortesia NSSDC/NASA)

Deimos

Esta imagem mostra uma vista ligeiramente diferente de Deimos. Foi obtida pela sonda Viking. (Cortesia: Calvin J. Hamilton)

(Cortesia: Calvin J. Hamilton)
(Cortesia: Calvin J. Hamilton)

Mapa Topográfico de Deimos

Este é um mapa topográfico de Deimos. Foi baseado no modelo de Phil Stooke. Tal como em todos os mapas, é a interpretação do cartógrafo; nem todas as características são necessariamente exatas dada a limitação de dados disponíveis. Esta interpretação utilizou os dados tanto quanto possível. (Cortesia A. Tayfun Oner)

(Cortesia A. Tayfun Oner)
(Cortesia A. Tayfun Oner)

Mapa de Deimos

Esta imagem é um fotomosaico de Deimos, o satélite exterior de Marte. O lado frontal está virado para a frente na órbita de Deimos. O lado de trás está virado para trás na órbita. A longitude 0(zero) é na zona “romba” com as maiores crateras, e está virada para Marte. Tal como acontece em todos as projeções, a escala nestes mapas varia, aumentando do centro para fora. (Cortesia Phil Stooke, NSSDC, e NASA)

(Cortesia Phil Stooke, NSSDC, e NASA)
(Cortesia Phil Stooke, NSSDC, e NASA)

FONTE:  Solar Views (Créditos: Calvin J. Hamilton)

Imagens: NASA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s